A pergunta que eu mais recebo:

“Sou ____ , posso dar treinamento ____ ?”

E aí, no espaço em branco , você preenche como quiser.

Exemplos:

Sou técnico de segurança, posso dar treinamento para cipeiro ?

Sou engenheiro civil com especialização em segurança do trabalho, posso dar treinamento de supervisor de espaço confinado?

O que varia é só a formação e o treinamento que a pessoa quer ministrar, mas a pergunta é sempre a mesma.

Para responder de uma vez por todas, decidi fazer esse vídeo e te dar a grande resposta.

A resposta para essa pergunta é … sempre é … DEPENDE

Depende de quê?

Vai depender de 4 pilares básicos. É como uma cadeira. A cadeira não fica em pé sem um dos 4 pés, concorda.

Então os 4 pilares são:

Pilar 1) a sua formação 

Qual a sua formação? Esse pilar está relacionado a sua formação acadêmica e sua relação com o treinamento que pretende ministrar.

Pilar 2) sua experiência no trabalho que será realizado

Quando eu digo experiência me refiro a perspectiva do trabalhador. Se for ministrar um treinamento sobre uso correto de equipamentos de proteção, você conhece os EPI que serão usados pelo trabalhador do ponto de vista 100% prático?

Pilar 3) já realizou ( como aluno ) cursos complementares na área que pretende ministrar?

Por exemplo, se pretente realizar formação de brigada, já participou de um treinamento assim como aluno? Melhor ainda se já tiver participado de uma brigada de verdade!

Pilar 4) existe alguma legislação que define os pré requisitos para o instrutor

Você precisa verificar a legislação, NRs, notas técnicas, leis estaduais que possam estabelecer critérios para a escolha do instrutor e verificar se você atende a esses critérios.

Então são esses 4 pilares que você mesmo precisa responder para encontrar a resposta para essa pergunta.

Mas depois de responder aos 4 pilares, faça a pergunta final:

Se você fosse o trabalhador, confiaria no treinamento ministrado por você mesmo?

Imagina que foi diagnosticado com um problema no coração e então foi encaminhado para a cirurgia. Então você está na mesa de operação, chega o cirurgião e diz assim:

“Fica tranquilo que eu já li todos os livros do mundo sobre cirurgia do coração”

Tenho certeza que a primeira coisa que você vai pensar será: 

Ok, mas você já fez alguma cirurgia na vida? E se fez, quantas fez? E se muitas vezes, os pacientes costumam sair vivos?”

Percebe? Na hora do “vamos ver”, só a teoria não basta concorda?

Por que deveria ser diferente na hora de treinar um trabalhador que está no dia a dia do trabalho expondo sua saúde e sua vida ?

Pensa nisso!

Sempre que vc quiser analisar sua capacidade de dar um determinado treinamento, faça essa reflexão?

Leia também:

11 novidades do GRO/PGR

Quais máquinas não se aplica a NR 12?


Herbert Bento
Herbert Bento

Gostou do artigo? Então deixe um comentário! Aproveite também e visite nossa seção com Materiais Gratuitos de SST.

Comentários

Use o campo abaixo para deixar sua dúvida, elogio ou sugestão!

Digite seu comentário abaixo. Depois digite seu nome e e-mail (seu e-mail não vai aparecer para outras pessoas).