O Plano de Resposta a Emergência (PRE) é uma das novidades trazidas pelo Gerenciamento de Riscos Ocupacionais (GRO).

Muitos Profissionais SST tem focado no PGR, o Programa de Gerenciamento de Riscos.

Até aí tudo bem, faz bastante sentido.

Mas não podemos esquecer que o GRO também tornou obrigatório o Plano de Ação de Emergência (PAE) também conhecido como Plano de Resposta a Emergência, PRE.

Eu prefiro chamar de PRE mas os dois significam a mesma coisa.

Vamos ver o que diz a NR 1 com base no texto que vale a partir de 10/03/2021?

“1.5.6. Preparação para emergências

1.5.6.1 A organização deve estabelecer, implementar e manter procedimentos de respostas aos cenários de emergências, de acordo com os riscos, as características e as circunstâncias das atividades.

E temos também:

“1.5.6.2 Os procedimentos de respostas aos cenários de emergências devem prever:

a) os meios e recursos necessários para os primeiros socorros, encaminhamento de acidentados e abandono; e

b) as medidas necessárias para os cenários de emergências de grande magnitude, quando aplicável.”

Agora talvez você esteja pensando assim: 

“Entendi, mas o que tem que ter nesse PRE?”

Boa dica sobre Plano de Resposta a Emergência

Tem a ABNT NBR 15219 com o título “Plano de emergência – requisitos e procedimentos”.

Plano de resposta a emergência

A data da última revisão foi em 16/04/2020.

Essa NBR tem o objetivo de padronizar os PRE , ou seja, contribuir para uma padronização nos PRE elaborados no mercado.

Qual a estrutura do PRE?

Gravei um vídeo onde eu mostro a estrutura do PRE que ensino para os meus alunos do Pendrive Especialista GRO/PGR.

Um vídeo vale mais que mil palavras, então assista ao vídeo abaixo

Seguindo essa estrutura de documentação, já vai começar com o pé direito.

E , se desejar ser meu aluno, aproveite porque agora o Pendrive Especialista GRO/PGR vem com 10 BÔNUS INCRÍVEIS!

Leia mais sobre o GRO:

11 novidades do GRO/PGR

Link para baixar as Normas Regulamentadoras atualizadas direto do site do ENIT.