(O artigo abaixo foi gentilmente cedido pelo De Martini, da De Martini Ambiental – link ao final do artigo)

No jogo do meio ambiente a melhor defesa é atacar com 4 R’s.

É isso aí, gente!

 

Fomos à procura dos nossos craques para saber as suas opiniões:

– Craque REDUZIR, qual sua opinião sobre a Copa do Meio Ambiente?

REDUZIR:

“Apesar do meu nome, quero deixar claro que estou no grupo para somar. O melhor lixo é aquele que não foi gerado. A minha função no time é reduzir a geração de lixo, racionalizando o consumo, evitando desperdício e o excesso de descartáveis”.

– Craque REAPROVEITAR, qual é sua jogada preferida?

REAPROVEITAR:

“Minha especialidade é ficar na sobra. Sobrou é comigo mesmo. Não desperdiço nada. Lá em casa a patroa já sabe: A carne assada de hoje é a almôndega de amanhã. Na minha casa fizemos um sofá usando garrafas de refrigerantes de dois litros. Na realidade era um lixo que se transformou num luxo. É muito fácil de fazer. Reaproveito tudo, de embalagens de remédios e comprimidos, chamadas de blister, até caixas de leite e de sucos longa vida. Alguns materiais ainda não consegui reaproveitar, como papel carbono, papel de fax e fralda descartável”.

– Craque REUTILIZAR, sua função é a mesma do REAPROVEITAR?

REUTILIZAR:

“De fato a minha posição é muito parecida com a do companheiro. Nosso técnico é cauteloso e jogamos com dois na sobra. A minha missão é reutilizar produtos na mesma função ou procurar dar uma nova função a eles. Cartucho de impressoras é um caso típico: basta procurar uma banca de jornal e entregar. A minha chuteira está novinha em folha, só troquei as travas”.

– Craque RECICLAR, quantos itens você já reciclou na sua carreira?

RECICLAR:

“No último levantamento feito tinha atingido a marca de 833 itens recicláveis e já estabeleci meu próximo desafio, que consiste em alcançar a marca dos 1.000. Tenho planos para atingir esta meta lá na Rússia. Aliás já bati a Rússia pois sou campeão do mundo em reciclagem de latinhas de alumínio. Outro ponto forte são as garrafas fabricadas com PET. aquelas usadas para refrigerantes. O PET tomou conta do mercado, pois se constitui em matéria-prima de alta resistência a impactos e agressões químicas nos conteúdos das garrafas. O problema veio depois com o que fazer com as embalagens vazias. Hoje, até as camisas do nosso time são feitas com PET reciclado. Temos é que divulgar para toda a galera que o lixo deve ser separado e. a partir daí, implantar a coleta seletiva. Meu objetivo é completar 1.000 itens. DESTA VEZ. NEM O PET VAI ME TIRAR ESTE TÍTULO COM GOL DE FALTA NO FINAL DO JOGO…”.

Ref.: Livro “Redução de Resíduos Industriais”, GUSMÃO, DE MARTINI E GAYA.

Desde que seja citada a fonte, a De Martini Ambiental permite a reprodução, em qualquer meio, de trechos ou da íntegra deste informativo, sem necessidade de autorização prévia.

Fonte: De Martini Ambiental


Herbert Bento
Herbert Bento

Gostou do artigo? Então deixe um comentário! Aproveite também e visite nossa seção com Materiais Gratuitos de SST.

Comentários

Use o campo abaixo para deixar sua dúvida, elogio ou sugestão!

Digite seu comentário abaixo. Depois digite seu nome e e-mail (seu e-mail não vai aparecer para outras pessoas).