O que é intertravamento?

Você sabia que a palavra intertravamento aparece na NR 12 nada mais nada menos que 112 vezes?

O intertravamento tem o objetivo de impedir o funcionamento da máquina, sob condições específicas. Por exemplo, uma chave instalada no circuito elétrico com a finalidade de cortar a alimentação e impedir que a ação de uma pessoa seja praticada. 

Talvez você já saiba o que é intertravamento, apenas não conhece com esse nome. Vou te mostrar que você já conhece máquinas que possuem esse dispositivo.

Vamos ver 2 exemplos de máquinas que temos em nossa casa e que possuem dispositivos de intertravamento.

Exemplo 1 – Intertravamento no forno de micro-ondas

Quando o forno de micro-ondas está funcionando, caso tente abrir a porta, ele imediatamente vai desligar. 

E, ao fechar a porta, ele não começa a funcionar até que se comande novo ciclo de operação.

Exemplo 2 – Intertravamento na máquina de lavar

Se a máquina de lavar estiver em funcionamento, caso a tampa de acesso ao interior seja aberta, a operação é interrompida. 

Em alguns modelos ao se fechar a tampa, a máquina volta a operar normalmente.

Estes são dois exemplos de intertravamento em máquinas domésticas, mas que eu coloquei aqui para ilustrar, ou seja, para você entender o que é um dispositivo de intertravamento.

Objetivo do intertravamento

O objetivo do intertravamento é garantir a segurança caso o operador da máquina, ou qualquer outra pessoa, tente acessar uma zona perigosa.

A NR-12, que é a norma regulamentadora que cuida da segurança em máquinas e equpamentos, exige que usemos sistemas de intertravamento onde haja risco do operador adentrar a zona de perigo da máquina, seja intencionalmente, por conduta inadequada ou por impulso.

Como exemplos desses dispositivos de intertravamento podemos citar uma chave de segurança que monitore a posição de uma porta de acesso. Essa chave, em conjunto com atuadores, deve parar o funcionamento da máquina caso a porta seja aberta.

Vejamos o que diz o item 12.5.7 da NR 12 (já atualizado para o texto de 2019):

“12.5.7 As máquinas e equipamentos dotados de proteções móveis associadas a dispositivos de intertravamento devem:

a) operar somente quando as proteções estiverem fechadas;

b) paralisar suas funções perigosas quando as proteções forem abertas durante a operação; e

c) garantir que o fechamento das proteções por si só não possa dar início às funções perigosas.” 

Ou seja, após o fechamento das proteções é necessário ao menos uma ação por parte do operador para que a máquina volte a operar.

E não se esqueça, ao realizar a capacitação dos trabalhadores, conforme item 12.16.11.1

“12.16.11.1 O curso de capacitação deve ser específico para o tipo máquina em que o operador irá exercer suas funções e atender ao seguinte conteúdo programático:”

e então no item e diz assim 

“e) medidas e dispositivos de segurança para evitar acidentes;” 

ou seja, aqui você tem que falar também dos dispositivos de intertravamento

e no item i diz assim

“i) demonstração prática dos perigos e dispositivos de segurança.”

Ou seja, é necessário também dar a parte prática.

Então, para concluir, em se tratando de NR 12, o tema dos dispositivos de intertravamento é muito relevante.

Você como profissional da SST deve conhecer isso, e também incluir nos treinamentos dos operadores.

E se você se interessa por temas relacionados a NR 12 e deseja se aprofundar, convido a conhecer o

Pendrive Especialista NR 12

Um abraço digital, se cuida e até a próxima.

Leia também: [NR-12] Burla


Herbert Bento
Herbert Bento

Gostou do artigo? Então que tal receber puro "Conteúdo SST" no seu WhatsApp? Entre no Grupo Silenciado Conteúdo SST onde só eu posto puro conteúdo SST de segunda a sexta.