Não é difícil ver as mudanças que aconteceram no ambiente de trabalho, basta olhar para o cenário em que o trabalhador estava inserido somente há alguns anos.

Durante a revolução industrial era extremamente comum ver turnos de trabalho de 16 horas e condições insalubres.

Naquela época, o Estado praticamente não se metia na relação trabalhista e muitos acidentes precisaram acontecer, além de inúmeros outros abusos, para que a classe trabalhadora se mobilizasse a fim de regulamentar o que seria considerado como condições mínimas de trabalho.

Hoje a situação do trabalhador se encontra infinitamente melhorada, contudo, cada geração encontrará os seus próprios desafios.

Sendo assim, vamos descobrir o que os profissionais da área de segurança do trabalho (SST) devem se atentar no novo ano que se inicia?

Desafios da SST em 2019

Os profissionais de segurança do trabalho (me refiro a todas as profissões relacionadas a área) enfrentaram uma longa estrada para chegar no status de trabalho que carregam hoje.

Desde o inspetor de segurança até o profissional atual, muita coisa mudou e foi atualizada para os novos padrões.

Dentro desses novos padrões está a responsabilidade e o acúmulo de função.

Antes era um trabalho meramente de observação.

Hoje, é um agente extremamente importante na manutenção da segurança e do ambiente de trabalho.

Mas tendo em vista as novas atribuições, quais são também as novas dificuldades?

Em outras palavras, quais são os desafios do profissional de segurança do trabalho em 2019?

1. Lidar com o acúmulo de responsabilidade

Com a expansão e aumento da importância dos engenheiros e técnicos em segurança do trabalho, suas responsabilidades cresceram de forma similar.

Hoje é necessário ter diversas habilidades para desempenhar bem esse cargo, afinal, eles transitam do chão da fábrica até a alta administração.

2. Constante aprendizado

Essa é uma profissão que está sempre mudando, sejam conceitos práticos da área e também a legislação.

O profissional precisa estar sempre atualizado para as melhores práticas que garantam o trabalho seguro.

Além disso, os profissionais que tiverem domínio da legislação e normas de segurança do trabalho conseguirão atuar de forma plena e destacar-se no mercado de trabalho.

3. Gerir pessoas

Um dos pontos mais importantes da profissão é justamente a gestão de pessoas.

Afinal, para se criar uma cultura de segurança é necessário motivar os principais interessados, os próprios trabalhadores.

Mas a discussão não para por aí, como dissemos anteriormente, também é necessário envolver a gestão.

4. Formar opiniões

Em um mundo digital e cheio de formadores de opinião, nada mais esperado que um profissional de segurança do trabalho que também seja capaz transmitir ideias de forma eficaz.

A persuasão desse profissional está intimamente relacionada a sua capacidade de exercer sua profissão.

Lembra que falamos sobre conseguir atingir as pessoas (trabalhadores ou empregadores)?

É exatamente sobre isso que estamos falando.

De modo geral, técnicos e engenheiros de segurança do trabalho estão passando pelas mudanças que o mundo inteiro está enfrentando.

Sendo assim, o melhor a fazer para lidar com esses novos desafios é procurar estar sempre atualizado.

Uma forma de fazer isso é sempre conferir o que tem de novo na seção de artigos técnicos em nosso web-site.

Ao criar esse hábito você aprenderá mais sobre segurança do trabalho.

E para se manter atualizado, não deixe de conferir nossa página de Pendrives de SST.

Isso vai ajudar você a lidar com os desafios da SST em 2019.

Até breve!


Herbert Bento
Herbert Bento

Esse artigo foi publicado pela Equipe da Escola da Prevenção. Gostaria de debater conosco sobre esse assunto? Então venha conversar conosco no Grupo Elite da SST no WhatsApp.