Nos dias de hoje, muitos profissionais de SST se perguntam se o eSocial vai te fato vingar, ou se vale a pena investir em curso de eSocial.

O objetivo desse artigo não é te convencer sobre a importância de conhecer bem o eSocial, porque isso para nós já está claro e evidente.

O objetivo do artigo técnico de hoje, é falar sobre como fazer seu investimento no curso de eSocial valer a pena. Que critérios utilizar para escolher curso de eSocial que realmente vai agregar no seu currículo?

É natural nesse momento ter muitas dúvidas sobre eSocial. Porém um bom curso, com material didático de qualidade e professor com experiência prática podem ajudar a mostrar que o eSocial não é um “bicho de 7 cabeças”.

Tudo que é novidade deixa a maioria dos profissionais com receio e dúvidas, o que é extremamente normal.

Então, sem mais delongas, vamos ao que interessa!

O que não pode faltar em um curso de eSocial para profissionais de SST?

Abaixo vamos listar 7 itens que não podem faltar em um bom curso de eSocial voltado para profissionais de segurança do trabalho.

1) Os eventos de SST para o eSocial

Os eventos são o “coração” do eSocial. É através dos eventos que os dados são enviados ao sistema.

Você precisa saber quais são os eventos de SST bem como o que deve ser informado em cada evento.

E também, como lançamentos de dados errados podem trazer problemas para a empresa.

Curso eSocial Na Prática e Pendrive

2) Implementação progressiva que trata do “faseamento” do eSocial

O eSocial vem sendo implementado em fases, ou etapas. Algumas empresas já estão utilizando o sistema, outras não.

Com a entrada das informações de SST no eSocial será a mesma coisa.

Não será da noite para o dia. Portanto, é importante conhecer bem essas fases, para fazer cada etapa na hora certa.

3) Como fazer a gestão de SST para atendimento ao eSocial

O eSocial vai forçar as empresas a melhorar a gestão de SST. Os programas, como o PPRA, que antes ficavam na gaveta, agora precisam de fato ser implementados.

Empresas que já fazem uma boa gestão saem na frente. Empresas desorganizadas terão mais problemas.

4) Legislação previdenciária e trabalhista

Muitas das obrigações previdenciárias e trabalhistas passarão a ser cumpridas dentro do eSocial, da mesma forma, as informações que se relacionam com a área de SST.

5) Substituições de obrigatoriedades de SST no eSocial

Algumas obrigações da área de SST agora serão atendidas dentro do eSocial, por exemplo: CAT e emissão de PPP.

6) Documentação obrigatória de SST para o eSocial

Aqui vale uma menção importante. O eSocial não gera novas obrigações. Portanto, não há novas exigências.

O que muda é que algumas documentações passarão a ser inseridas no sistema.

7) A responsabilidade do profissional de SST perante o eSocial

No nosso ponto de vista, a entrada da SST no eSocial é positiva para os profissionais da área.

Mas somente aqueles que possuem competência técnica. Porque o nível de exigência das empresas contratantes será maior.

Isso porque o eSocial aumenta o risco de informações erradas gerarem multas, e nenhuma empresa quer isso.

Portanto, a responsabilidade do profissional aumenta, mas a recompensa também.

Não é a toa que já começa a aparecer um novo pré-requisito nas vagas de emprego: conhecer o eSocial.

Veja na imagem abaixo um exemplo disso. Para ver mais exemplos de vagas de emprego que já pedem conhecimento de eSocial, clique aqui.

Qual deve ser o perfil do professor de um curso de eSocial para profissionais de SST?

O professor do curso de eSocial para SST deve ser um profissional da área. Haja vista que muitas particularidades só quem é da área entende.

Um contador, um consultor de programas de eSocial, um profissional de RH dificilmente saberá atender o eSocial para SST.

Exemplo prático: o eSocial solicita na tabela 23 a informação do risco ambiental. Suponhamos que eu entregue meu documento PPRA para o contador e ele precisará lançar no eSocial o risco físico ruído. Dificilmente ele saberá se é contínuo/intermitente ou de impacto.

E se ele lançar errado, pois na tabela 23 esses códigos estão diferentes, a empresa pode ser penalizada. Por essas e outras que o professor deve ser da área. Porque isso somente quem é da área saberá.

Como a Escola da Prevenção pode te ajudar?

Aqui na Escola da Prevenção, buscamos criar artigos objetivos, claros e com grande qualidade, a fim de tornar sua busca por conhecimento ainda mais rápida e segura.

Todos tem falado do eSocial e das dificuldades que o profissional de SST terá na transição para esse novo modo de trabalho.

E para diminuir suas dúvidas, tornar essa transição mais fácil e clara, a Escola da Prevenção criou um curso especial e voltado para o profissional de SST, com linguagem fácil, objetiva e bem ilustrado…

… e o melhor de tudo é que junta todos esses itens citados no artigo, tornando-o um excelente curso de eSocial para SST!

O curso eSocial na Prática vem na forma de uma pendrive, com vídeo-aulas e muitos materiais extras.

Você pode acessar os conteúdos do curso na pendrive ou na área de alunos online, como preferir.

O conteúdo do curso está todo estruturado em módulos que você pode assistir no conforto de sua casa, ou onde for mais conveniente para o seu estudo, além de contar com a qualidade que você está acostumado a encontrar aqui, na Escola da Prevenção!

Aproveite porque promocionalmente esta pendrive está com frete grátis, e aumente mais seus conhecimentos, além de sanar as dúvidas sobre o eSocial.


Herbert Bento
Herbert Bento

Esse artigo foi publicado pela Equipe da Escola da Prevenção. Gostaria de debater conosco sobre esse assunto? Então venha conversar conosco no Grupo Elite da SST no WhatsApp.