Nesse artigo técnico vamos ver como fazer uma CIPA efetiva!

Quando falamos sobre a Comissão Interna de Prevenção de Acidentes (CIPA), nos referimos a uma das organizações mais importantes com foco em segurança do trabalho.

Essa comissão é composta por representantes dos trabalhadores e também do empregador, sendo que os primeiros são eleitos através de votação aberta para os trabalhadores.

Isso também implica dizer que a participação dos trabalhadores é essencial na construção de uma cultura de segurança efetiva!

Existem aqueles que subestimam a CIPA, contudo, o trabalho desta é nada mais nada menos que salvar vidas e preservar a saúde no ambiente de trabalho.

OS FATORES QUE CONTRIBUEM PARA O DESCASO

Atualmente, o que mais se valoriza dentre de uma empresa é a produtividade. Quanto menos recursos se utilizar para produzir mais, melhor. Isso também inclui Equipamentos de Proteção Individual (EPIs), por exemplo.

Infelizmente, não podemos olhar para o progresso que está acontecendo atualmente com uma melhora, afinal, desde 2008 com a crise econômica mundial o quadro piorou bastante. Vemos um trabalhador com a carga de trabalho de 2 ou 3 outros, certamente um ambiente favorável a negligência e acidentes.

Isso não influencia somente no que concerne a saúde física do trabalhador, segurança do trabalho vai muito além disso. Esse cenário é um grande fator de estresse, ansiedade e outros problemas psicológicos.

Em especial a CIPA é o órgão ideal para lidar com essas questões, afinal, seu objetivo maior é presar pelo trabalhador. Essa organização deve estar em uma situação central multiplicando práticas e conhecimentos preventivos.

Agora você já deve estar se perguntando: se existem tantas críticas, como a CIPA pode ser realmente efetiva dentro do ambiente empresarial, onde há tanta pressão pela produção? Bem, falaremos sobre isso agora.

COMO TORNAR A CIPA EFETIVA DE FATO?

A CIPA está regulamentada pela Norma Reguladora (NR) 5 e é instituída pela Consolidação das Leis do Trabalho, sendo uma obrigação legal do empregador promover a sua instituição.

Mas como instituir uma CIPA efetiva e garantir que a mesma seja funcione na prevenção de acidentes e construção de uma cultura da prevenção? Bem, alguns dos passos abaixo podem fazer com que esse trabalho seja bem feito:

  • Envolver todos os trabalhadores na gestão de segurança do trabalho

O primeiro passo é deixar todos empoderados do seu próprio bem-estar, ajudando na manutenção dos demais.

  • Capacitação para todos

Seja o Cipeiro (profissional inserido na CIPA) ou os demais trabalhadores, só se pode haver melhora onde o problema é realmente identificado. Isto acontece com educação e capacitação.

  • Tenha os objetivos alinhados

Assim como tudo, a CIPA deve ter os seus objetivos muito bem definidos para que consiga identificar o seu objetivo de existir.

  • Cobre e estimule

O trabalho da CIPA é tão importante quanto o do resto da empresa, sempre que possível o estimule!

  • Esteja aberto a inovação

Havia aqueles que diziam que internet era bruxaria, porém, hoje é fundamental para o dia a dia de absolutamente todos.Fácil ver porque estar aberto a inovação, certo?

  • Tenha indicadores

Nada diz mais que indicadores e métricas, sendo assim, defina aqueles mais relevantes (dica: número de acidentes) e mantenha vigilância desses.

  • Divulgação

Divulgue esse artigo sobre CIPA efetiva e nos ajude a disseminar essa transformação!

Continue lendo sobre segurança do trabalho e acompanhe nossa seção artigos técnicos!


Herbert Bento
Herbert Bento

Esse artigo foi publicado pela Equipe da Escola da Prevenção. Gostaria de debater conosco sobre esse assunto? Então venha conversar conosco no Grupo Elite da SST no WhatsApp.