Você consegue imaginar um mundo sem final de semanas, onde acidentes de trabalho eram vistos como descuido do trabalhador e uma jornada de trabalho de quase 12 horas?

Bem, seja grato pelos direitos trabalhistas que você aproveita hoje, foram anos de conquistas!

Hoje, o sonho de ter empregos humanizados e descentes para todos está muito mais próximo da realidade e muito disso é devido a Organização Internacional do Trabalho (OIT), uma organização das nações unidas.

Essa organização foi fundada em 1919 como parte do tratado de Versalhes, exatamente aquele que pôs um fim a Primeira Guerra Mundial. O principal objetivo da OIT é a promoção da justiça social e, não é à toa, em 1969 ganhou o Prêmio Nobel da Paz.

O TRABALHO DA OIT

Hoje em dia é muito simples pensar na existência de organizações que buscam justiça social e boas condições de emprego.

Contudo nem sempre foi assim, no começo do século XX o contexto mundial era muito diferente do que temos hoje.

Prosperidade financeira era uma lei para ser seguida por todos os empresários, construindo verdadeiros impérios com o uso de uma força de trabalho que hoje seria considerada escrava.

Tão revolucionária que afirma em sua constituição que “o fracasso de qualquer nação em adotar condições humanas de trabalho é um obstáculo no caminho de outras nações que desejam melhorar as condições em seus próprios países”.

Seu trabalho era tão incansável que nem mesmo durante a Segunda Guerra Mundial a OIT parou suas atividades, sendo parte de um seleto grupo de organizações internacionais que não pararam suas atividades.

AS CONQUISTAS DA OIT

Em 1926 foi fincada a pedra fundamental às margens do Lago Léman, na Suíça, com a frase em latim: se deseja paz, cultive justiça. Mas, antes mesmo de ter esse escritório, em 1919 a primeira Conferência Internacional do Trabalho foi realizada em Washington, nos EUA.

 Durante a chegada da declaração dos direitos humanos, a OIT não poderia deixar o seu papel de lado e também inseriu as convenções e recomendações legalmente vinculantes a fim de deixar reservado o direito de se organizar e negociar coletivamente, salários iguais, inspeção trabalhista, dentre outras medidas.

Em 1945 entrou na recém fundada ONU e se tornou a primeira agência especializada, no caso, especializada em direitos trabalhistas e busca pela dignidade humana.

E nessa busca, foi uma das primeiras organizações a impor sanções contra a África do Sul e, nos anos 80 também auxiliou a Polônia em seu processo emancipatório de uma ditadura. A OIT deu amplo apoio a federação sindical independente Solidarnosc, legitimando o movimento.

Com a chegada de um novo século e também da globalização e a OIT passou a abranger diversas outras lutas, tal qual o os direitos dos povos indígenas.

Agora a organização toca diversos programas e agendas específicas – como a Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável e os 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável – com foco na promoção de uma globalização justa e estratégica, mantendo sempre o foco na justiça social.

Entendeu a importância de celebrar os 100 anos da OIT? Para mais sobre segurança do trabalho e suas organizações nacionais e internacionais, continue acompanhando nosso blog!


Herbert Bento
Herbert Bento

Esse artigo foi publicado pela Equipe da Escola da Prevenção. Gostaria de debater conosco sobre esse assunto? Então venha conversar conosco no Grupo Elite da SST no WhatsApp.